​© Princípio Animal 2019

  • loja-virtual-icone
  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
Por que mudar?
 

Todos perguntam ou cobram de terceiros, medidas para que sejam amenizadas as mazelas do mundo. Ou que se punam as injustiças cometidas no dia dia, em todos os lugares! Mas são poucos os que levantam a cabeça e percebem, para além da acomodação geral, o caminho a ser construído para que se abram os horizontes de um novo mundo, um mundo mais justo.

O movimento de libertação animal necessita de pessoas dispostas a lutar. Porém, as trincheiras estão justamente em nossa convivência com pessoas comuns, nossos parentes, amigos de trabalho, na sociedade em geral. Quebrar as barreiras do Especismo para que se possa trazer uma nova percepção sobre os animais não humanos, esse é o caminho! E esta luta não consiste em atritos diretos, mas sim, em dialogar, mostrar que é possivel (e fácil) levar uma vida sem consumir produtos e serviços derivados da exploração animal, sem prejudicá-los e sem favorecer a indústria da morte, como os abatedouros e outros seguimentos da exploração cultural.

Vivemos a era da informação, da comunicação sem fronteiras. Anular-se diante de tamanha demanda de denúncias e possíveis soluções é fazer parte do problema. Acomodar-se a tudo isso e não tomar atitudes, também é fazer parte do problema. A libertação animal é uma filosofia prática de ordem a ser concretizada para cada indivíduo (animal) envolvido. A libertação animal é um trabalho de construção.

Tomar o problema para si é a melhor arma para dar início à mudança.