• Fernando Schell Pereira

Destaque no Jornal Correio do Povo


CAVALOS Protesto contra os maus-tratos Enquanto o desfile farroupilha acontecia na avenida Beira Rio, no sábado de manhã, com a presença de um dos principais símbolos dos gaúchos, o cavalo, um protesto-símbolo em frente ao Monumento do Laçador chamava a atenção para os maus tratos sofridos diariamente por esses animais nas ruas de Porto Alegre. O ato, organizado pelas ONGs Chicote Nunca Mais e Princípio Animal, reivindicava o cumprimento da Lei das Carroças, em vigor desde outubro de 2013, que proíbe a circulação de veículos de tração animal na capital gaúcha. Munidos de cartazes que exibiam imagens de cavalos maltratados, dez ativistas participaram da manifestação. “A gente quer chamar a atenção sobre a omissão da efetivação da Lei das Carroças por parte da prefeitura. A EPTC não fiscaliza”, afirmou Fernando Pereira, da ONG Chicote Nunca Mais. A estátua do “Laçador” recebeu uma faixa preta como forma de protesto. A organização recolhe cavalos vítimas de maus tratos e os trata em um sítio em Gravataí. “Estamos, hoje, com as porteiras fechadas por causa do elevado custo mensal”, explica Pereira. Atualmente, há 36 animais no local, que custam cerca de R$ 10 mil por mês. A ONG sustenta-se via doações.

1 visualização

​© Princípio Animal 2020 - Porto Alegre/RS - Brasil