• ONG PRINCÍPIO ANIMAL

ENTRE CARROÇAS E NAVIOS...

Atualizado: 11 de nov.


RIO GRANDE/RS e a cultura da exploração animal


A cidade portuária gaúcha revela um novo capítulo da sua história cultural de maus tratos aos animais.


Já conhecida por ser uma das principais rotas de navios de transporte de animais vivos, prática que vitimiza milhares de animais, o município agora segue nas amarras estruturais de sua lei gradativa de carroças.


Rio Grande aprovou a lei gradativa em dezembro de 2018 com prazo para proibição em 5 anos.


Em maio de 2021 a PRINCÍPIO ANIMAL acionou o Ministério Público para que fosse averiguado o cumprimento das etapas previstas na Lei 8303/2018. Infelizmente, o mesmo problema do não cumprimento de leis de prazos longos visto em outros municípios ocorre em Rio Grande: além das insatisfatórias respostas do município com relação ao cadastramento e outros procedimentos, os vereadores acataram o pedido dos carroceiros (por reuniões e uma carta oficial) para ser prorrogado o prazo final.


—O garantido sofrimento dos cavalos de carroças passará para 7 anos! —


Em vários municípios a manobra tem se tornado comum no aumento dos prazos por não cumprirem seus trabalhos conforme as etapas da lei. Assim como outras cidades, o uso da pandemia virou "coringa" para qualquer oratória na justificativa de descumprimento da lei.


Até quando prerrogativas antropocêntricas sustentarão palanques demagógicos?!


Vamos mostrar a nossa absoluta insatisfação com esse tipo de manobra contra os animais não humanos!


REVOLTE-SE: CONSTRUA!

PRINCÍPIO ANIMAL

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo