• ONG PRINCÍPIO ANIMAL

Suspensa a liminar - Rodeio

Após o deferimento da liminar que determinou a proibição do uso de animais no rodeio de Pedro Leopoldo/MG, a empresa responsável pela festividade ingressou com recurso requerendo que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais suspendesse os efeitos da decisão.

Em 09/06/2022, restou concedida tutela antecipada no recurso da empresa Pedro Leopoldo Rodeio Show, para autorizar a realização de rodeio com bovinos, sujeitando a prática apenas à fiscalização da autoridade competente (IMA).



O efeito suspensivo sobre a ética aos animais



O rodeio com suas asseguradas balizas constitucionais segue na aderência daquilo que seus idealizadores (ideólogos de uma cultura da dor aos animais) recorrem ao pleito como justas as suas reivindicações de “vitimados”. A barbárie que segue em nome de “esporte” assenta sobre a égide de uma cultura para além do especismo. Uma cultura regida por elementos sorrateiros que visam ao menor risco de serem questionados, reagirem por uma dissonante defesa em nome dos “bons costumes”. Apelam para uma cartilha romântica embebida de elementos antropocêntricos, apelam para o vitimismo de suas próprias imoralidades frente a mais que comprovada senciencia dos animais não humanos.



O pleito dos exploradores nada mais é que um mantra pela preservação tão comum a culturas que tudo elevam como defesa de sua própria história de não reconhecimento do outro (os não humanos) como também constituídos de subjetividades e munidos da capacidade de dor e necessidades básicas de sobrevivência com bem-estar.


Acreditamos na constituição brasileira, acreditamos e somos regidos por sua máxima égide norteadora como quem adere aos princípios democráticos que a humanidade necessita para caminhar em direção a construção da justa medida. Mas a justiça nem sempre é feita pelo direito como entidade por si só. Dessa forma, nos resta ainda crer que a sua instrumentalidade pode e deve seguir em direção ao pleito (princípios) por uma construção inerente aos direitos animais.


A libertação animal é uma construção, e ela nunca vai parar.

O radicalismo está nos alambrados da defesa por aqueles poucos que reconhecem o significado do silêncio da vida não humana condicionada nos arreios da tradição.



REVOLTE-SE:CONSTRUA!

PRINCÍPIO ANIMAL

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Live